© HG
Poesias
  MARIA   Autora: Helena Berlim Vils     Maria sozinha Maria sem par... Eterna Maria na vida sozinha sem par para amar! Até que um dia a pobre Maria conheceu o amor! Amor de um dia... Amor que passou... E a doce Maria na vida ficou pr’a sempre sem par, sem par para amar! O amor de um dia da pobre Maria, o amor que passou deixou a semente que germinou cresceu...frutificou! E agora Maria no topo da Vida não é mais sozinha não mais singular! O amor de mentira foi na realidade a sua semente de eternidade!